jusbrasil.com.br
10 de Maio de 2021
    Adicione tópicos

    BELÉM: PJ do Consumidor discute melhorias no atendimento ao cliente com Procon e Celpa

    A Celpa se comprometeu em aperfeiçoar, por meio de treinamento, o seu pessoal que realiza o atendimento nas salas de conciliação do Procon

    O Ministério Público do Estado do Pará, por meio da promotora de Justiça do Consumidor Joana Chagas Coutinho, reuniu nesta quinta-feira, 12, com representantes da Proteção e Defesa do Consumidor do Pará (Procon/PA) e da Celpa para discutir melhorias no atendimento ao consumidor. A reunião possibilitou que os órgãos decidissem pela realização de um aditivo ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) celebrado em maio de 2014. O aditivo vai possibilitar o fluxo de atendimento dos consumidores e a qualidade do atendimento por parte da Celpa. Marcamos essa reunião para fazer um balanço do impacto que fizemos com o Procon para melhorar o atendimento do consumidor que reclama do excesso de valor na conta. Nós fizemos esse balanço e, no momento, nós concluímos que há a necessidade de realizar um ajuste no fluxo de atendimento ao cidadão porque ainda há um certo desconforto por parte de alguns consumidores, explica a promotora de Justiça Joana Coutinho.

    Ela assegura também que, com o ajuste no fluxo de atendimento, as metas do TAC poderão ser cumpridas mais rapidamente, As metas não foram totalmente cumpridas ainda, mas na medida do andamento do processo elas estão quase concluídas. E com essa melhoria de fluxo eu acredito que essas metas serão atendidas o mais breve possível.

    PRÉVIO

    Como parte de procedimento sugerido por representantes da Celpa, ficou decidido que será feito atendimento prévio do reclamante na presença do atendente da Celpa e do conciliador do Procon. Caso eles não resolvam os problemas do consumidor, este poderá registrar sua reclamação no órgão. Já ficou decidido que vão fazer esse ajuste no fluxo e que, em breve, o cidadão vai sair do Procon com todas as dúvidas esclarecidas tanto pelo setor da Celpa quanto pelo Procon. Se o problema dele não for resolvido naquele momento, ele vai registrar a reclamação dele e vai ter direito a defesa, assegura Coutinho.

    Após a redação do aditivo, uma nova reunião para a assinatura do termo será marcada, mas ainda sem data estabelecida. Texto: Fernanda Palheta (graduanda em jornalismo) com informações da PJ do Consumidor

    Fotos: Letícia Miranda (graduanda em jornalismo)

    Revisão: Edson Gillet

    Assessoria de Imprensa

    1 Comentário

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

    estamos precisando de muito apoio mesmo continuar lendo